Não .

Basta um único som para que eu reviva, basta o difundir de determinada fragrância para eu suspire feliz, somente um pequeno olhar atencioso é o suficiente para que revele meus segredos… Basta um único toque que me remeta a todos os outros para que eu me entregue com a inocência das apaixonadas e a empolgação adolescente.

Assumo o que fiz mesmo sem querer, assumo que revelar-me é a mais dolorida tarefa que já tive,  e digo em absoluto desespero  “Por que não?”

Porque não pode haver nova chance, não há credulidade para tal insanidade,  e o que significou aquele momento…Uma prova de que sabemos a quem pertencemos e que tal posse nos condena a  viver em dualidade. 

Incansável confusão a minha… A confusão dos que se esmagam por um NÃO, dos que ainda que entendam não aceitam… A confusão da alma que se descobre reapaixonada.

Sterika – em crise

Ainda que sendo tarde e em vão,

perguntarei por que motivo

tudo quando eu quis de mais vivo

tinha por cima escrito: “Não”

Cecília Meirelles

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: